Doenças e Tratamentos

Bico de Papagaio, os Sintomas e Tratamentos

Entenda as causas, sintomas, diagnóstico, prevenção e o tratamento do bico de papagaio!

O que é o bico de papagaio? 

O bico de papagaio ou osteofitose é o crescimento irregular de um osso localizado próximo a uma região articulada, após o desgaste dos discos cervicais.

Essa má formação pode ter duas origens distintas: má postura e carga excessiva ao longo da vida ou fatores genéticos.

A questão da má postura ocorre porque acabamos forçando uma ou mais vértebras específicas, com qualquer atividade que repetidas vezes fazemos como o caminhar. Por isso o peso é sempre suportado mais por um lado da coluna, e o corpo como resposta a esse desgaste irregular forma os osteófitos para fazer uma espécie de compensação.

O bico de papagaio é uma calcificação do osso que se apresenta de forma pontuda semelhante a um bico de papagaio, como o próprio nome diz e que causa dores agudas e constantes.

O bico de papagaio no pescoço surge por conta de um desgaste acentuado dos tecidos localizados entre os discos vertebrais, o que gera a famosa ponta em forma de bico.

Causador de muita dor e desconforto, o bico de papagaio no pescoço e na coluna lombar, cervical e torácica não possui cura. Apenas a correção diária da postura pode contribuir na prevenção.

Quando não há mais jeito, resta apenas a minimização da dor que pode ser feita através de analgésicos, fisioterapia e pilates que são os mais indicados. Em casos mais extremos, ocorre a intervenção cirúrgica. No decorrer desse artigo você confere mais informações a respeito do problema.

 

Em quais locais ele costuma aparecer?

osteofitose é o bico de papagaio

Locais de incidência do bico de papagaio ou osteofitose.

Os locais de incidência são na coluna, pescoço, quadris, ombros e joelhos. Mas, na coluna pode haver uma compressão dos nervos, o que causa uma diminuição do efeito amortecedor dos discos, levando a dores.

O bico de papagaio na coluna é mais incidente na região lombar. Ocorre em pessoas de mais idade, mas devido a fatores genéticos, vida sedentária e sobrepeso pode surgir mais cedo em qualquer um com um ou mais dessas características.

 

Como prevenir o bico de papagaio?

Leia também: Como acabar com a azia: conheça 4 remédios naturais

Para evitar a formação do bico de papagaio não existe fórmula complicada. Exercícios físicos regulares na intensidade suportada por cada um individualmente, além de se fazer rotineiramente a correção da postura ao sentar, deitar e ao ficar de pé.

O ideal é que se façam pausas entre as atividades, principalmente para pessoas que carregam cargas durante todo o dia e aquelas que ficam trabalhando no computador horas e horas. Isso vai auxiliar na prevenção ou diminuição do desgaste das articulações e também evitar o processo de calcificação vertebral, praticamente irreversível.

 

Sintomas

Quando há dificuldades em realizar atividades simples ou movimentos dia a dia como, por exemplo, devido a uma dor persistente durante os movimentos e  na região das costas que segue até as coxas.

Sentir formigamento nas pernas e nos braços também pode ser um sinal de bico de papagaio. Além de falta de força muscular.

Como ocorre o diagnóstico?

bico de papagaio tratamentos e diagnostico

Diagnóstico do bico de papagaio!

 

Geralmente o indivíduo chega ao posto médico ou consultório se queixando de muitas dores nas costas, sem saber da gravidade dos osteócitos. Então,  o diagnóstico da osteofitose é feito através de  simples exame médico, mas sua confirmação vem no exame de raios-X ou ressonância magnética, nos quais é possível enxergar claramente a projeção desse osso nos discos vertebrais, causadora de dor intensa.

No vídeo a seguir, você confere a opinião do Doutor Alfredo Salim Helito sobre o assunto e mais explicações do diagnóstico, sintomas e tratamento.

 

Qual o tratamento para o Bico de Papagaio? 

 

O bico de papagaio infelizmente não tem cura, por isso a importância de se levar uma vida saudável com exercícios físicos adequados regularmente e de se poupar os discos da coluna vertebral, mais especificamente para diminuição das dores.

tratano com pilates o bico de papagaio

Tratamento do bico de papagaio: pilates, fisioterapia, hidroginástica, natação e hidroterapia.

Apesar de não existir um tratamento, tem como se fazer a minimização da dor, atividades como hidroginástica, hidroterapia e natação são as mais indicadas. Fisioterapia também é um bom recurso para diminuição das dores porque trazem o indivíduo a uma boa mobilidade e correção da postura física.

Em último caso, a intervenção cirúrgica acontece para correção com próteses que são colocadas no disco cervical para ajustar esse desgaste e combater as dores.

O alívio das dores pode ser feito com medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios, além da reeducação da postura para dormir e trabalhar.  Ao deitar a noite, por exemplo, a melhor opção é ficar de lado, mantendo o travesseiro ajustado na altura da cabeça para que o pescoço e a coluna não sejam forçados.

Muitas pessoas têm vários bicos de papagaio por toda coluna, cervical e lombar, por exemplo, mas devido à ação analgésica de alguns medicamentos e o trabalho de fortalecimento muscular, acabam não sentido tanto essa dor oriunda da compressão dos discos.

No site Revista Pilates você confere a importância do pilates para o alívio da dor e fortalecimento dos músculos.

Se gostou deste artigo, compartilhe!!! 

 

[ratings]
Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.