Dicas de Saúde

Conheça os Benefícios do Óleo de coco para sua saúde

Você com certeza já ouviu falar, ou já viu nas prateleiras dos supermercados, ou então em uma roda de amigas já viu: “ah minha nutricionista me indicou óleo de coco para emagrecer!”, pois então, é isso mesmo o óleo de coco natural é um excelente auxiliador para a perca de peso, melhora da memória, entre outros. Você sabia? Caso sua resposta seja “não”, acompanhe logo a baixo nosso pequeno artigo, onde lhe contaremos um pouquinho sobre os benefícios, e como utilizar esse valioso aliado para a saúde do nosso corpo.

O óleo de coco é extraído da fruta coco (polpa = parte branca), e existe duas qualidades desse óleo, que por muito é chamado de alimento funcional, por conter as propriedades químicas que possibilitam o auxílio na perca / redução de peso, e melhora na qualidade de vida. Suas qualidades são o refinado (extraído do coco após ele seco), e o extra virgem (extraído do coco fresco) neste caso o óleo deverá ser extraído da fruta no máximo 48 horas após a sua extração.

óleo de coco para beleza

Habitualmente, o azeite de coco é normalmente encontrado na forma líquida em temperaturas ambiente, e só “passa” para o estado sólido (como a gordura, na cor branca) quando é submetido a temperaturas baixas (frio). Não se espante, mas é normal que o azeite de coco não estrague e não contrai o cheiro de ranço, isso mesmo quando ele fica por muito tempo armazenado. Infelizmente os benefícios do óleo de coco ainda é bem controverso entre a comunidade médica e ainda não representa uma unanimidade entre os especialistas.

O óleo de coco é rico em triglicerídeos de cadeia média (um tipo de gordura saturada, aquelas que são absorvidas pelo organismo mais rapidamente, principalmente pelo fígado, e após ser absorvido é transformado em energia para o corpo), e por isso o alimente (óleo) conquistou a fama, principalmente, por auxiliar na redução da massa corporal (peso corporal).

Acompanhe agora alguns benefícios do óleo de coco

 óleo de coco

Contribui para o emagrecimento: como o óleo de coco é uma “gordura” que não se retém no corpo, ou seja, é totalmente absorvida pelo fígado, e não se acumula causando aqueles terríveis pneuzinhos. Porém os estudiosos que vem desenvolvendo estudos com o óleo de coco ainda não conseguiram descobrir com 100% de certeza o porquê que isso acontece, mas fiquem tranquilos, há muito estudos ainda sendo desenvolvidos para que possamos sempre utilizar o melhor dos nossos recursos naturais.

Uma pesquisa realizada para UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), mostrou que o óleo de coco ajuda a acelerar o metabolismo do organismo (que é o que determina o emagrecimento). A explicação é que o ácido láurico, faz com que as células trabalhem de forma acelerada, e assim acabam consumindo mais calorias, isso é o que evita o acúmulo de gordura localizada (pneuzinho) e assim como resultado final: favorece o emagrecimento. Ainda de acordo com essa pesquisa o óleo de coco pode ser responsável por aumentar o volume de massa magra, os músculos, que são outros fortes aliados por contribuir no gasto de energia pelo organismo.

Contribui para a imunidade: o ácido cáprico e o ácido láurico, presentes no óleo de coco, tem como propriedade de modular o sistema imunológico. Alguns estudos já puderam mostrar a relação destes dois TCM, mostrando assim a sua eficácia contra vírus, bactérias e fungos, porém os cientistas ainda não puderam descobrir como isso funciona no nosso organizamos, ou seja, teremos mais e mais estudos por ai.

Contribui para a saciedade: essa é a palavra que mais buscamos durante uma reeducação alimentar não é verdade? Sempre queremos emagrecer mas permanecer com a sencação de saciedade, o que não é fácil, mas o nosso queridinho pode te ajudar. Quando você consome óleo de coco no café da manhã, a consequência será que: a quantidade de alimentos ingeridos nas próximas refeições será bem menor. Mas há também os acompanhamentos, para obter melhores resultados você deverá deixar de consumir menos carnes vermelhas e frituras, e priorizar o consumo de peixes, oleaginosas, grãos (linhaça como por exemplo) e óleos mais leves como o azeite de oliva.

Evita a prisão de ventre: Alimentos ricos em gorduras normalmente podem auxiliar na digestão, isso ocorre porque: a gordura se mistura o bolo alimentar e as fezes, e assim pode facilitar sua passagem pelo sistema digestivo. Além disso, o ácido láurico e suas propriedades antibacterianas eliminam as bactérias ruins do intestino, favorecendo sua flora intestinal (microbiota) e assim melhorando o funcionamento do órgãos. Porém todo o cuidado deve ser tomado, pois quando consumido em excesso pode causar diarreia.

 óleo de coco para saúde.

Contribui na beleza: o consumo de óleo de coco pode melhor a elasticidade da pele. E também, os antioxidantes presentes em sua composição ajudam no combate aos radicais livres, que causam o envelhecimento precoce da pele. O óleo de coco pode também atuar como hidratante natural dos cabelos, aumentando seu brilho e maciez.

Quantidade recomendada de óleo de coco: o ideal é consumir uma colher de sopa de óleo de coco somente, de preferência em jejum.

O que pode acontecer se houver consumo excessivo: caso a pessoa venha ingerir mais do que a quantidade recomendada do óleo, pode não acabar bem como o esperado. Afinal, haverá um consumo maior de energia do que seu gasto, o que sempre resulta em sobrepeso. Também pode ocasionar doenças cardiovasculares, com o aumento do colesterol. Se consumido em alta quantidade o óleo de coco pode causar diarreia.

Como consumir o óleo de coco

  • Em preparações frias, como saladas e sucos de frutas;
  • O óleo de coco pode ser utilizado ainda para finalizar os pratos quentes, promovendo sabor e aroma suaves a pratos como arroz e peixes. Em sua versão extra virgem, pode ser utilizado como tempero de saladas
  • O óleo de coco também pode ser usado na preparação de bolos e tortas
  • O óleo de coco não é recomendado para ser usado em frituras, pois além de ser um uso pouco saudável, pode deixar os alimentos com gosto de coco, como a batata frita e carnes, por exemplo.

Leia também: Óleo de Cártamo: Veja este TOP 10 de seus Benefícios!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.